Muitos homens se sentem inseguros sobre a aparência de seus peitos. Por realizar diversas atividades ao ar livre sem a camiseta, como jogar futebol ou nadar, essa insegurança pode aumentar. Esse obstáculo pode ser vencido com o uso de exercícios e suplementos que oferecem as chances de “esculpir” o corpo como desejado. Entretanto, a predisposição genética é decisiva e, em certos casos, não importa o quanto se exercite, o homem não atingirá o resultado desejado.

Confira cinco questões que podem ajudar você a entender melhor os benefícios do implante peitoral.

1. O procedimento é feito apenas por razões cosméticas? É comum?

O implante peitoral pode ser realizado para reparar certos defeitos como a síndrome de Poland, que afeta o desenvolvimento ou causa a total ausência do músculo peitoral em um lado do corpo. É mais comum que seja feito por razões cosméticas, principalmente por pacientes que não conseguem atingir os resultados almejados com exercícios.

2. Qual o material implantado? É similar ao usado em mulheres?

Os impantes são feitos de silicone, mas são diferentes dos implantes mamários. Eles são silicone sólido que variam em firmeza para assemelhar-se ao músculo peitoral. Os implantes mamários aparentam e tem um toque bem diferente do que o usado em homens.

3. Quanto tempo os implantes duram? Precisam ser removidos e são seguros?

Os implantes de silicone são seguros. São desenvolvidos para durar muito tempo, mas não tem garantia vitalícia. Eles precisam ser removidos em casos de infecção ou se o implante movimentar-se no local em que foi colocado.

4. Quais atividades devem ser evitadas após a cirurgia? É possível exercitar os músculos peitorais após a cirurgia?

É indicado que o paciente espere pelo menos quatro semanas antes de começar a levantar pesos e exercitar-se. Uma vez que o indivíduo se recuperou completamente, pode voltar aos exercícios sem nenhuma alteração.

5. Quanto tempo dura a recuperação e como é feita a cirurgia?

A cirurgia é feita com um anestesia geral, já que os pacientes costumam tolerar o procedimento mais eficientemente se estiverem dormindo. Uma incisão é feita na axila e utilizada para criar uma espécie de “bolso” onde o implante é colocado. Alguns cirurgiões usam endoscopia para auxilia-los durante o procedimento. A colocação é similar ao utilizado em implante mamário, assim como os desconfortos causados pela cirurgia. Normalmente, os pacientes devem usar uma veste especial após a cirurgia durante pelo menos quatro semanas, período em que eles podem voltar às suas atividades normalmente.

 

 

 

Deixe um comentário (*campo obrigatório)