A mal formação da orelha pode causar diversos transtornos como dificuldades de audição, inflamações ou infecções constantes, maior entrada de água no ouvido e também desconforto estético, como no caso das “orelhas de abano”.

A otoplastia é o procedimento cirúrgico que corrige as alterações da orelha, e diminui a distância entre a face posterior da orelha e o couro cabeludo. A cirurgia pode ser realizada em crianças a partir dos seis anos de idades, quando a orelha já está formada e no tamanho adulto. A anestesia utilizada pode ser local, com sedação ou geral e a alta é dada no mesmo dia ou no dia seguinte do procedimento.

Após a otoplastia, o paciente precisa evitar dormir sobre as orelhas durante três semanas e deve utilizar uma bandagem elástica para mantê-las imobilizadas durante o sono, por um mês e meio. A cicatriz amadurece completamente em cerca de seis meses.

Deixe um comentário (*campo obrigatório)