Todo cuidado é pouco durante o pós-operatório, especialmente em cirurgias estéticas, em que a aparência final é o produto desejado. Para algumas pessoas, porém, as chances de uma cicatriz são o principal impedimento para a realização de procedimentos estéticos, já que alguns pacientes possuem propensão maior para o desenvolvimento de queloides, uma cicatriz imperfeita, elevada e fibrosa.

Dica 1: Evite exposição solar
Tomar sol não causa queloide, mas pode causar o escurecimento da região, aumentando ainda mais sua visibilidade. Use filtro solar e evite contato com o sol na área afetada, especialmente entre as 10 e 16 horas.

Dica 2: Use cremes com corticoides
Esses cremes diminuem a produção de colágeno na área aplicada. Se usada incorretamente ou sem a recomendação e supervisão de um profissional especialista, porém, essas pomadas podem causar lesões na pele. Por isso, procure seu médico antes de usar esse tipo de medicação.

Dica 3: Fita de silicone ou bandana elástica
Esses materiais reduzem o fluxo sanguíneo e a produção de colágeno porque apertam a região operada onde forem utilizadas. Essas bandanas podem ser usadas por até três meses e sua higienização deve ser realizada corretamente para que o efeito e funcionalidade do material seja mantido. A diferença da fita de silicone é que, além de compressão, ela possui óleo natural, que mantém a hidratação da pele e evita a coceira.

Dica 4: Pomadas de silicone
Essa pomada normalmente é usada em locais em que é mais difícil a aplicação das fitas ou bandanas, como na região do umbigo. É importante não utilizar em locais que tenham contato com a roupa (como as mãos ou o pescoço).

 

 

 

Deixe um comentário (*campo obrigatório)