A cirurgia plástica regenerativa busca recuperar os tecidos, ou pele, prejudicados pelo processo natural do envelhecimento ou danificados por traumas como queimaduras, câncer, entre outras ocorrências. O objetivo é aprimorar a aparência, corrigir problemas de cicatrização, e modificar a função dos tecidos afetados.

Algumas das técnicas aplicadas pelos cirurgiões plásticos para obter esses resultados são:

1. Cola biológica:
É aplicada para a cicatrização, redução de edemas, hematomas e equimoses. Costuma ser utilizada em procedimentos convencionais.

2. Lipofilling
A gordura do paciente é usada para, além de dar volume, proporcionar a reparação e renovação dos tecidos/áreas em que é aplicada, já que é enriquecida com PRGF ou Plasma Rico em fatores de Crescimento. Costuma ser usada para remodelar e contornar o rosto, além de auxiliar em áreas em que haja assimetria ou perda de volume, como mamas, glúteos, rugas, vincos, etc.

3. Plasma rico em fatores de crescimento ou Plasma rico em plaquetas
Em nosso sangue possuímos as plaquetas, as quais contém fatores de crescimento, que são proteínas de crescimento celular. Essas proteínas estimulam a regeneração e reprodução das células, contribuindo para o rejuvenescimento da pele. Além de auxiliar no processo de lipofilling citado acima, também é útil como cicatrizante para cirurgias como a nos seios.

 

Deixe um comentário (*campo obrigatório)